Konokol – Ciclos de 2

Um dos mais interessantes olhares sobre o ritmo musical é a arte da percussão vocal do “konokol”, desenvolvido no sul da Índia para a performance da música carnática (música religiosa). O “konokol” é o componente vocal do “solkattu”, que se refere a algumas combinações de sílabas faladas enquanto se conta a “tala” ou o tempo.

A idéia é genial de tão simples. Basicamente, os indianos deram nomes cantáveis a cada conjunto de ataques rítmicos. A prática vocal dessas sílabas é bem divertida e acaba desenvolvendo nossa consciência rítmica de forma impressionante. Além disso, como você só precisa da sua voz (pode ser sua voz mental!) e suas mãos para bater o tempo, você pode praticar a qualquer hora e qualquer lugar. No ínico, porém, se você ainda não tem prática com exercícios rítmicos, eu recomendo bastante o uso de um metrônomo para desenvolver a noção de tempo também.

Você pode começar essa prática através do estudo dos ciclos rítmicos de 2 a 5. Em geral qualquer outro número pode ser alcançado somando-se estes primeiros ciclos, por isso é fundamental se acostumar com eles antes de queimar etapas (calma aí fãs do 7!).

Vamos começar com o ciclo de 2:

Ligue o metrônomo num tempo bem lento, 50 bpm por exemplo. Mantenha uma de suas mãos com a face virada para cima (vamos chamar essa mão de “mão 1”) e, com a outra mão (a “mão 2”), bata palma no primeiro tempo. Não importa se é a esquerda ou a direita, teste e veja qual lado é mais confortável para você. No segundo tempo, apenas toque com a ponta do dedo mínimo (mão 2) na palma da mão 1. Repita o processo por aproximadamente 1 minuto para se acostumar com o movimento e o tempo do metrônomo.

Agora vamos ao que interessa. Para entender este processo, é necessário ter um conhecimento básico de teoria musical, mais precisamente sobre as definições e prática dos símbolos rítmicos: semínima, colcheia, semi-colcheia, fusa, tercina, quintina, sextina e septina.

As sílabas rítmicas para o ciclo de 2 são:

TA – KI

O desenvolvimento do ciclo ocorre da seguinte maneira: enquanto você bate o tempo nas mãos, fale em voz alta as sílabas rítmicas TA – KI, nos seguintes ritmos:

  1. TA                                                            KI                                                               (Semínimas)
  2. TA-ki                                                      TA-ki                                                        (Colcheias)
  3. TA-ki-ta                                                KI-ta-ki                                                   (Tercinas)
  4. TA-ki-ta-ki                                          TA-ki-ta-ki                                           (Semi-colcheias)
  5. TA-ki-ta-ki-ta                                    KI-ta-ki-ta-ki                                      (Quintinas)
  6. TA-ki-ta-ki-ta-ki                              TA-ki-ta-ki-ta-ki                               (Sextinas)
  7. TA-ki-ta-ki-ta-ki-ta                        KI-ta-ki-ta-ki-ta-ki                          (Septinas)
  8. TA-ki-ta-ki-ta-ki-ta-ki                  TA-ki-ta-ki-ta-ki-ta-ki                   (Fusas)

Ou assim: Konokol – Full Score

Pratique as sílabas bem devagar no inicio, aos poucos você se acostuma com os ritmos e com a pronúncia das sílabas sem enrolar a língua.

No próximo post vamos trabalhar com os ciclos de 3 e algumas novas formas de aplicar esse estudo infinito! Enquanto isso saca só essa playlist que eu achei no YouTube só com videos relacionados ao konokol:

 

Fique a vontade para tirar qualquer dúvida ou deixar um comentário. Até a próxima!

Advertisements

Feel free to comment!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s